compartilhe>

 

Por Redação SIFUSPESP

Policiais penais da base de escolta de Santana impediram a fuga de um detento do Centro de Detenção Provisória (CDP) da Vila Independência que estava em atendimento médico no Hospital Estadual Vila Alpina, na zona leste da capital paulista. 

Alegando que estava passando mal, o preso estava sendo conduzido numa cadeira de rodas, quando se levantou e saiu correndo pelo corredor do hospital em direção à rua. A equipe de escolta da base de Santana perseguiu o detento que, ao alcançar a rua, havia se escondido na tubulação de esgoto. 

Os policiais penais entraram em luta corporal com o detento, conseguiram prontamente imobilizar o preso e a tentativa de fuga terminou frustrada. Além de terem se machucado ao entrar na tubulação, os policiais penais da equipe de escolta correram o risco de contaminação devido à exposição aos resíduos do esgoto. 

O SIFUSPESP tem recebido inúmeras reclamações das equipes de escoltas devido a situações situações semelhantes, nas quais detentos afirmam estar passando mal, quando chegam ao hospital não estão de fato com problemas de saúde e ainda tentam fugir durante o atendimento externo. 

O sindicato já cobrou providências junto à Secretaria de Administração Penitenciária e alerta para que, nas unidades prisionais, seja feita uma avaliação melhor dos detentos antes de encaminhamento aos hospitais visando evitar que os casos se repitam.