compartilhe>

 

Por Flaviana Serafim

Os concursados da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) seguem unidos no embate para que o governo estadual faça chamadas já, acampados pelo segundo dia em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na zona sul da capital paulista.

Nesta terça-feira (10), às 10h30, os concursados se reúnem com o deputado estadual Carlos Pignatari, líder do governo na Alesp, e a expectativa é por avanços quanto às convocações.

Por isso, para fortalecer ainda mais a mobilização, os acampados solicitam que outros concursados se juntem ao movimento. Eles agradecem as doações recebidas no primeiro dia e seguem contando com a solidariedade dos que puderem fazer outras doações em dinheiro, por depósito ou transferência bancária, para que o acampamento possa ser mantido. 

Doação de cobertores, colchonetes, barracas e alimentos também são bem vindas. Para contribuir em dinheiro, os depósitos são na seguinte conta poupança:

Caixa Econômica Federal
Agência 4132 - Operação 013
Conta poupança 00016005-0
Risomar Dias Costa
CPF 113.112.248.82

Apoio parlamentar

No primeiro dia do acampamento, os concursados recebem a visita e apoio de diversos parlamentares e também de assessores de deputados que estiveram no local e se comprometeram com a luta por nomeações e contra o grave déficit de servidores que está colocando em risco o sistema prisional paulista.

Entre os parlamentares, a primeira a prestar apoio aos concursados foi a deputada estadual Adriana Borgo (PROS) que visitou o acampamento no período da manhã, além do deputado federal Coronel Tadeu (PSL), do deputado estadual Carlos Giannazi e o vereador Celso Giannazi, do PSOL, que estiveram no local durante a tarte.

Cristiano Mourão, assessor do deputado federal General Peternelli e do deputado estadual Capitão Oscar Castello Branco, ambos do PSL, também visitou o acampamento no período da tarde expressar o apoio dos parlamentares aos concursados acampados na Assembleia Legislativa. 

O movimento, que conta com apoio logístico e jurídico do SIFUSPESP, será mantido em frente à Alesp até a divulgação de nomeações no Diário Oficial ou do compromisso formal do governo estadual estabelecendo um cronograma de chamadas.