compartilhe>

A mulher de um detento foi impedida de entrar na Penitenciária de Reginópolis no último domingo(30), sob acusação de trazer mensagens suspeitas escritas no avesso de sua calça, que poderiam ser direcionadas ao preso.

As agentes de segurança penitenciária(ASPs) verificaram que a roupa utilizada pela companheira do preso era proibida pelas normas da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP) e ordenaram a troca por outra vestimenta, que seria devolvida quando do fim da visita.

Ocorre que ao inspecionar a calça original da mulher, as servidoras identificaram uma série de mensagens escritas. A atitude suspeita, que poderia significar a comunicação proibida com o detento, fez com que a visita fosse suspensa imediatamente.

A mulher foi encaminhada à delegacia local, e a direção da unidade abriu um procedimento  interno para apuração disciplinar. Ela está proibida de fazer parte do rol de visitas, enquanto o sentenciado vai ser investigado por sua participação no caso.