compartilhe>

Servidor do CDP de Caiuá sofre com doença autoimune e, devido ao tratamento, passa por dificuldades financeiras para pagar por medicamentos

 

O agente de segurança penitenciária(ASP) Juliano Oliveira de Souza, de 43 anos, passa por um momento muito difícil em sua vida. Lotado no Centro de Detenção Provisória(CDP) de Caiuá, o servidor adquiriu uma doença autoimune rara chamada Púrpura trombocitopênica idiopática, que afeta a produção de plaquetas e células sanguíneas responsáveis pela prevenção ao sangramento.

Juliano está sob tratamento no Hospital Regional de Presidente Prudente desde o início de setembro, quando descobriu a doença. Afastado do trabalho por 60 dias, ele apresenta baixíssima imunidade devido ao uso de medicamentos, e têm arcado com valores muito altos na compra desses remédios e de seus deslocamentos para o hospital, onde já esteve internado durante 15 dias.

Amigos do ASP procuraram o auxílio para Juliano. A ideia dos mesmos é angariar fundos para seu tratamento até que a situação se normalize, e assim ele possa retomar seu trabalho e sua vida ao lado da esposa, que está desempregada, o que torna a situação ainda mais complicada de administrar do ponto de vista financeiro.

Você pode colaborar depositando qualquer quantia na seguinte conta:

Banco do Brasil

Agência: 0113-9

Conta corrente: 110.104-8

Juliano Oliveira de Souza

CPF: 181.976.178-99

 

Além de disponibilizar espaço em seu site e redes sociais para divulgar a informação e colaborar com Juliano, o SIFUSPESP fez uma visita ao agente através do coordenador da sede regional do sindicato em Presidente Venceslau, Dirceu Martins Pedrosa, que esteve na residência do ASP nesta quinta-feira, 04/10.