compartilhe>

Material ilícito foi identificado por policiais penais com auxílio de scanner corporais no último fim de semana

 

por Giovanni Giocondo

Policiais penais fizeram diversas apreensões de drogas  e celulares em unidades prisionais vinculadas à Coordenadoria da Região Oeste ao longo do último final de semana.

No sábado(09), uma mulher tentou entrar na Penitenciária III de Lavínia com um celular escondido em um invólucro dentro de seu corpo, mas acabou flagrada no procedimento de revista, apresentou o telefone e confessou que levaria o aparelho eletrônico para um detento e acabou suspensa do rol de visitas.

No mesmo dia, mas na Penitenciária I de Mirandópolis, o equipamento de scanner  corporal identificou indícios da presença de objetos ilícitos ao ser submetido à familiar de um sentenciado. Para confirmar a informação, ela foi encaminhada a um hospital onde o exame de raio-x atestou a presença que ela transportava substância análoga à cocaína. 

A mulher também acabou suspensa do rol de visitas e encaminhada ao distrito policial, onde foi lavrado boletim de ocorrência e tomadas outras providências de praxe.

Ainda no sábado, desta vez na Penitenciária de Presidente Bernardes, uma visita foi flagrada pelo scanner com 23 cartelas similares à droga sintética conhecida como K4, escondidas em sua roupa íntima. A familiar do detento também foi suspensa do rol de visitas, e o entorpecente apreendido, enquanto já está instaurado procedimento de apuração para identificar a participação do preso no delito.