compartilhe>

Material ilícito estava escondido em chinelo e dentro do próprio corpo de familiares dos detentos, em ocorrências registradas no último fim de semana

 

por Giovani Giocondo

Policiais penais das Penitenciárias II de Presidente Venceslau e Presidente Prudente fizeram diversas apreensões de materiais ilícitos no último fim de semana. Entre as contravenções trazidas por visitas, estavam drogas e equipamentos eletrônicos.

No sábado(26), em Prudente, a equipe de segurança identificou duas visitas sob suspeita de trazer substâncias e objetos proibidos para dentro da unidade prisional.

Com auxílio do scanner corporal, os servidores verificaram que uma delas possuía algo sob a pelve. A mulher foi encaminhada à Santa Casa da cidade para realização de exame de raio-x, onde foi constatada a presença de um invólucro contendo maconha.

Já a outra visita também teve objetos suspeitos identificados pelo scanner, e admitiu ter introduzido dois cartões de memória e cinco pen drives no próprio corpo.

Ambos os casos levaram à abertura de procedimento disciplinar interno para apurar a responsabilidade dos detentos no delito, enquanto os sentenciados foram isolados de forma cautelar. As mulheres foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas junto do material ilícito ao distrito policial para registro da ocorrência.

Já na Penitenciária II de Presidente Venceslau, a apreensão aconteceu no domingo(27), quando os policiais penais verificaram que uma visita trazia, dentro de um par de chinelos, ao menos 15 invólucros contendo substância semelhante à droga sintética conhecida como K4.

Da mesma forma como em Prudente, todos os procedimentos de praxe foram adotados como forma de investigar o caso e impedir que os familiares dos detentos voltem a tentar entrar na unidade com material ilícito.