compartilhe>

Parlamentar e líder sindical está sendo processada pelo secretário estadual de Educação do governo Doria por questionar em pronunciamento público, durante reunião, suposta irregularidade em contrato da gestão de Rossieli Soares

 

por Giovanni Giocondo

O SIFUSPESP vem a público para oferecer total apoio à deputada estadual e presidenta da APEOESP, Professora Bebel. A parlamentar do PT está sendo processada pelo secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, por ter questionado a suspeita de irregularidade em um contrato feito pela pasta.

De acordo com relato do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial da Rede Estadual, a ameaça de ação judicial aconteceu após Bebel ter feito, durante uma reunião online, uma pergunta sobre o convênio com uma empresa de prestação de serviços de mídia à Secretaria de Educação.

Em público, dentro da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo(Alesp) onde atua, a parlamentar fez a pergunta em tom cordial, porém cobrando informações que considerava necessárias para esclarecer o suposto problema envolvendo o convênio.

Rossieli Soares teria ficado irritado com a pergunta e falado em voz alta com a sindicalista, prometendo processá-la enquanto encerrava a transmissão.

Em seu relato, a deputada estadual disse que em décadas de atuação na APEOESP, jamais havia sido acionada judicialmente por um secretário de Educação, nem nos momentos mais tensos da greve dos professores.

Por entender que é papel dos deputados estaduais fiscalizar as ações do Poder Executivo e representar as demandas da sociedade paulista em prol de uma administração pública transparente e livre de má gestão e da corrupção, o SIFUSPESP está ao lado da deputada estadual Professora Bebel, que nada mais fez neste episódio que sua função enquanto parlamentar e líder sindical, postura que não pode ser criminalizada.