compartilhe>

A poesia e a música também são boas alternativas para demonstrar o descontentamento dos trabalhadores contra um governo que ataca seus direitos mais básicos.

Confira como o agente penitenciário Dominguinhos, o poeta do sistema prisional, preparou uma crítica às pretensões de João Doria de privatizar o sistema prisional paulista:

SABE NADA DE PRISÃO

FOI ELEITO
UM SUJEITO
QUE NÃO TEM
NENHUM.RESPEITO
PELA NOSSA
PROFISSÃO
GOVERNADOR DO ESTADO
DESCONHECE O LEGADO
SABE NADA DE PRISÃO
ASSUMIU AGORA POUCO
FAZ DISCURSO FEITO LOUCO
DIZ QUE TEM A SOLUÇÃO
COM FALÁCIA E IRONIA
PISA NA CATEGORIA
FAZ-SE DONO DA RAZÃO


(REFRÃO).....2X

NÃO.NÃO .NÃO
NÃO NÃO NÃO
ESSE TAL JOÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO

 

SÃO PAULO É REFERÊNCIA
BOA A SUA RESISTÊNCIA
NESSA LUTA CONTRA O MAL
COM SEUS VALENTES AGENTES
VERDADEIROS COMBATENTES
NO SISTEMA PRISIONAL
LEVANTAREMOS EM LUTA
DE MÃOS FIRMES NA NATURA
CORPO ALMA E CORAÇÃO
E O SISTEMA PAULISTA
VAI ELIMINAR DA LISTA
A TAL PRIVATIZAÇÃO
( REFRÃO)

NUNCA PASSOU
POR UMA SITUAÇÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO
ESTAR REFÉM
EM UMA REBELIÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO
NEGOCIAR A VIDA
DE UM IRMÃO DE PROFISSÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO
MANTER A DISCIPLINA
COM TÃO POUCA CONDIÇÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO
NÃO NÃO NÃO
NÃO NÃO NÃO
NÃO SABE NADA DE PRISÃO