compartilhe>

A principal queixa relatada pelos funcionários diz respeito à estrutura física da unidade que apresenta muitas deficiências

 

O Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP), representado por seu tesoureiro geral Gilberto Antônio e Otaviano Ferreira, militante histórico da categoria, esteve presente no Centro de Progressão Provisória (CPP) de Porto Feliz para ouvir sobre as necessidades dos funcionários da unidade. A visita aconteceu na última quinta-feira, 05/07.

“Conversamos com servidores que falaram sobre a estrutura física da unidade, afirmaram já existir pedidos por melhorias, e solicitaram ajuda do sindicato neste sentido. É necessário que mudanças aconteçam para o melhor desempenho das atividades dos trabalhadores da unidade”, afirmou o tesoureiro Gilberto.

O SIFUSPESP apurou por meio dos funcionários que alguns pedidos anteriores já foram atendidos pelo diretor da unidade, como por exemplo a instalação de bebedouro nas torres e a construção de um banheiro externo.

Outro problema enfrentado pelo CPP de Porto Feliz é a falta de funcionários. A unidade tem déficit de 38 servidores e encontra-se com uma população carcerária de 1900  presos. O sindicato colocou-se à disposição para esclarecimentos de dúvida, sempre mantendo um diálogo aberto com todo corpo funcional.

“Visitamos vários setores do CPP e conversamos com os trabalhadores, quanto às suas queixas e sugestões, não apenas na unidade, mas para melhoria do próprio sindicato. O SIFUSPESP acredita que qualquer mudança acontece apenas com a união e pretende colocar em prática aquilo que ouve dos companheiros de trabalho do sistema prisional paulista”, ele concluiu Gilberto.
O sindicato somos todos nós, unidos e organizados!