compartilhe>

Como prometido, o SIFUSPESP após convidar toda categoria,  fez-se presente na audiência que ocorreu na Associação Recreativa Esportiva dos Funcionários da Penitenciária de Presidente Venceslau

 

O SIFUSPESP esteve presente no dia 18 deste mês em audiência pública sobre a Proposta de Lei Orçamentária Estadual para 2019, realizada em Presidente Venceslau. O encontro ocorreu na Associação Recreativa Esportiva dos Funcionários da Penitenciária de Presidente Venceslau.

Após o sindicato estimular nossa base a comparecer e estabelecer diálogo direto com representantes do Governo Estadual para poder indagar e propor em favor de nossa categoria e de sua região, nosso tesoureiro-geral Gilberto Antônio esteve no encontro e pode apresentar muitas preocupações de nossa categoria, bem como nossas maiores dificuldades no que diz respeito a reivindicações políticas perante o Governo do Estado de São Paulo. Dirigindo-se a mesa e aos presentes, falou em nome dos funcionários do sistema penitenciário e destacou alguns pontos:

 

  1. Superlotação do sistema com déficit de 20 a 30 por cento em qualquer unidade, trabalhando-se com o dobro da capacidade (mais de 200% da capacidade é padrão de superlotação) é sempre difícil manter as condições de segurança.
  2. Saúde dos Servidores - precisamos que o governo implante 2% sobre a integralidade nos parece fundamental, ademais faltam médicos cadastrados no interior. O iamspe sofre muito problema fora da capital, Wenceslau (Santa Casa), Cidade de Prudente e Dracena reclamam o Iamspe em boas condições de funcionamento. Veja mais em:<https://sifuspesp.org.br/noticias/1940-240613audiencia>
  3. Data base e baixa remuneração em comparação a outros estados - Destacou o problema de uma data base dos servidores do Estado de São Paulo, tendo em vista que possui o quarto pior salário sendo o Estado mais rico do País. O que leva a uma perda de funcionários públicos no estado.
  4. Aposentadoria da categoria e Lei Orgânica - Aposentadoria do trabalhador penitenciário, possui um problema, se ele quando se aposenta não tem 5 anos no último nível de carreira alcançada, acaba tendo uma redução em seus recebimentos. Precisamos fazer uma Lei Orgânica urgente que contemple esta pauta.
  5. Bônus - No ano de 2014, ocorreu um acordo depois de uma greve  que não foi cumprido pelo governo do Estado. O atual governador abriu uma linha de diálogo que nos permite avançar na pauta, mas exige atenção de nossos representantes. O bônus não é uma coisa bem vista pela categoria, mas é o mínimo que podemos obter neste momento, diante de uma situação precária.

 

Veja o vídeo da fala do Tesoureiro do SIFUSPESP:

 

Conforme anunciamos em textos anteriores, durante todo o mês de junho ocorrerão audiências públicas sobre a Proposta de Lei Orçamentária para 2019. Veja mais em:

<http://www.sifuspesp.org.br/noticias/5576-audiencias-publicas-em-diferentes-cidades-debaterao-orcamento-estadual-para-o-ano-que-vem>

 

Convidamos a todos que sigam acompanhando e participando das atividades. As próximas audiências seguem nos seguintes locais:

 

20/06/2018 Câmara Municipal de Taubaté 10h00

21/06/2018 Câmara Municipal de Registro 10h00

25/06/2018 Câmara Municipal de Guarujá 18h00

26/06/2018 Assembleia Legislativa do Estado de SP 14h30

28/06/2018 Câmara Municipal de Ubatuba 18h00

29/06/2018 Câmara Municipal de São José dos Campos 10h00

29/06/2018 Câmara Municipal de Bragança Paulista         19h00



Avaliação do SIFUSPESP

Gilberto Antônio, tesoureiro do SIFUSPESP, afirmou que: "muitos de nossa categoria e de outros setores sindicais estranharam nossa posição em convocar a participação de todos nestes debates. Nós acreditamos em um processo de politização de nossa categoria através da participação".

Gilberto Antônio também fez um convite a todos: "Participe, nossa categoria tem alcançado respeito pela postura e atuação de muitos companheiros e companheiras de trabalho. Nosso sacrifício tem obtido resultados, muitas portas estão sendo abertas por nossa organização e pelo apoio de muitos". E lembre-se, o sindicato somos todos nós, unidos e organizados.