compartilhe>

Entorpecentes e outros objetos ilícitos estavam escondidos em produtos encaminhados por familiares e  foram encontrados em Guarulhos, Franco da Rocha e São Bernardo do Campo

 

por Giovanni Giocondo

Policiais penais fizeram diversas apreensões de drogas e celulares em unidades prisionais da região metropolitana da capital ao longo desta semana.

Na terça-feira (20), com a ajuda do raio-x, os servidores do Centro de Detenção Provisória(CDP) de São Bernardo do Campo encontraram um chip de celular escondido no solado de um tênis enviado por um familiar de um preso.

Já na Penitenciária I de Franco da Rocha, os policiais penais encontraram quatro papéis semelhantes à droga K4, também ocultos dentro de um calçado que também fora encaminhado via sedex por um parente para um sentenciado. O caso aconteceu na quarta-feira (21).

Ainda em Franco da Rocha, mas na Penitenciária III, os servidores apreenderam mais da droga K4, desta vez escondida em um tubo de pasta de dentes na terça-feira, e cinco chips de celular e droga sintética enviados a um detento camuflados em barras de sabonete, na quarta.

Por último, o CDP II de Guarulhos registrou na última quarta-feira a apreensão de dois microcelulares, um chip e substância análoga à maconha, novamente ocultos dentro de um par de tênis enviado por familiares de presos.

Todas as ocorrências foram registradas nos distritos policiais mais próximos das unidades prisionais, além de terem sido aberto procedimentos de apuração internos para identificar a responsabilidade dos detentos nas tentativas de entrada das drogas e dos celulares nas unidades prisionais. Os familiares envolvidos devem ser suspensos do rol de visitas.