compartilhe>

Detentos se recusaram a participar de contagem e ofenderam policiais penais

por Giovanni Giocondo

O Grupo de Intervenção Rápída(GIR) precisou ser acionado neste domingo(22) para evitar que detentos da Penitenciária de Valparaíso, no interior do Estado, promovessem um tumulto.

De acordo com os relatos dos policiais penais, detentos do raio 4 da ala superior da unidade teriam se recusado a participar do procedimento de contagem na noite do sábado, e começaram a xingar os servidores, ameaçando o que poderia ser um início de rebelião.

Devido ao risco de motim e diante da insistência dos sentenciados em desobedecer a ordem, foi necessária a vinda do GIR para controlar o tumulto e restabelecer a disciplina na unidade. 

Na semana passada, ao menos cinco Centros de Progressão Penitenciária(CPPs), além do Centro de Ressocialização(CR) de Sumaré foram alvo de motins, fugas e incêndios que levaram o caos ao sistema prisional paulista em meio à pandemia de coronavírus. 

A Penitenciária de Valparaíso está superlotada. Com capacidade para somente 873 presos, a unidade comporta atualmente mais  que o dobro, ou um total de 1.914 sentenciados, de acordo com dados fornecidos pela Secretaria de Administração Penitenciária(SAP).