compartilhe>

Locais, horários e datas de saída de coletivos vindos do interior do Estado e litoral serão divulgados na próxima semana

 

por Giovanni Giocondo

O SIFUSPESP, o SINDASP-SP e outras entidades que representam os servidores públicos paulistas vão organizar a saída de ônibus do interior e do litoral do Estado para engrossar o coro dos funcionários de todas as categorias contrários à Reforma da Previdência, marcada para ser analisada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) no próximo dia 3 de março, uma terça-feira. O SIFUSPESP recebeu a inscrição de interessados que preencheram o formulário pela internet até às 18h do dia 1º de março e está organizando o transporte. 

Enquanto SIFUSPESP e SINDASP-SP organizarão juntos a vinda de um ônibus saindo de Presidente Prudente, policiais penais e demais funcionários do sistema prisional que residem em outros municípios poderão vir em outros coletivos, custeados por outras entidades de servidores públicos que estão unidas nesta mesma batalha. O SIFUSPESP fará essa ponte para facilitar a logística da vinda dos trabalhadores penitenciários para São Paulo.

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 18/2019 - que propõe aumento do tempo de contribuição, mudanças na idade mínima para aposentadorias e mexe com as pensões do funcionalismo, entre outras propostas - já foi aprovada em primeiro turno pela Casa, e após uma tumultuada sessão na última quarta-feira (19), teve sua votação adiada em acordo envolvendo os líderes de todos os partidos.

“A presença de um número maior de policiais penais e dos demais servidores do sistema penitenciário pressionando os deputados a votarem contra a Reforma da Previdência do governo Doria pode significar a nossa vitória  em defesa de uma aposentadoria digna. Por esse motivo, os sindicatos se uniram mais uma vez para custear a vinda e organizar a logística desses ônibus”, ressalta Fábio Jabá, presidente do SIFUSPESP.

*Alterado em 2/3, às 9h28, para atualização de informações