compartilhe>

Scanner corporal, por sua vez, flagrou visita com drogas tentando entrar na unidade

 

Agentes de segurança penitenciária impediram a tentativa de arremesso de aparelhos celulares, baterias, chips e outros objetos ilícitos em poder de dois suspeitos no Centro de Detenção Provisória de Diadema, na região metropolitana de São Paulo, neste sábado (3).

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pelos servidores junto à Primeiro Distrito Policial do município, dois homens rondavam as dependências da unidade prisional carregando uma bolsa, quando foram abordados pelos funcionários.

Ao serem questionados sobre o conteúdo, acabaram revelando a existência de pelo menos 15 aparelhos celulares de diferentes modelos, equipamentos auxiliares como fones de ouvido e cabos USB e outros itens, entre eles duas serras de ferro.

O material foi apreendido e encaminhado à delegacia junto dos dois suspeitos, que possivelmente tentariam arremessar os equipamentos para dentro do CDP, prática bastante comum no sistema prisional paulista, até pelo cerco da fiscalização individual das visitas.

Foi o que aconteceu com outro caso em Diadema neste sábado. Um homem que faria visita a um dos sentenciados foi flagrado pelo scanner corporal de posse de porções de drogas, que seriam destinadas ao preso.

Conforme determinam os procedimentos de praxe, ele foi suspenso do rol de visitas e encaminhado à delegacia para que fosse lavrado boletim de ocorrência a respeito do caso. As drogas foram apreendidas e uma apuração interna aberta para investigar a participação do sentenciado na tentativa de entrada dos entorpecentes na unidade.