compartilhe>

Em reunião com o SIFUSPESP, governador Márcio França garantiu que cerca de 200 candidatos aprovados serão convocados por anuência. Certame de 2014 deve ter sua classificação final divulgada neste sábado

 

Em reunião com o governador Márcio França(PSB) realizada nesta quinta-feira, 22/11, o presidente do SIFUSPESP, Fábio César Ferreira, o Fábio Jabá, obteve uma resposta positiva quanto à chamada de 200 agentes de escolta e vigilância penitenciária(AEVPs) aprovados no concurso público realizado em 2013, que devem ser convocados por anuência ainda neste ano.

No diálogo, que foi articulado pelos deputados estaduais Caio França(PSB) e Adriana Borgo(PROS), França também afirmou que deve ser divulgada a classificação final do concurso AEVP 2014 mediante publicação no Diário Oficial do Estado de São Paulo deste sábado, 24/11. A homologação deve acontecer após o encerramento do certame de 2013.

Com relação aos concursos de agente de segurança penitenciária(ASPs) feminino de 2013 e masculino de 2014, o presidente do SIFUSPESP voltou a ressaltar a necessidade de que estes candidatos sejam convocados o quanto antes a fim de suprir o déficit de funcionários no sistema prisional paulista.

Fábio Jabá incluiu nessa cobrança a convocação de candidatos aprovados em concursos das áreas meio, entre eles psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, entre outros profissionais, que são fundamentais para o bom funcionamento das unidades prisionais. Ainda não há previsão de quando esses concursos serão finalizados.

 

Bônus já está na Casa Civil

A concessão do bônus salarial a todos os trabalhadores penitenciários como acordo pelo fim das greves de 2014 e 2015 também foi tratada durante a reunião com o governador. De acordo com Márcio França, o projeto está sendo finalizado na Secretaria da Casa Civil, sob coordenação do titular da pasta, Maurício Juvenal.

A partir do momento em que o documento estiver projeto, será encaminhado à Secretaria de Administração Penitenciária(SAP) e ao governador. Uma vez aprovado dentro de todas essas instâncias, o bônus ainda precisará ser ratificado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo(Alesp) antes de retornar ao executivo e entrar em vigor.

Nesse sentido, a categoria deverá estar preparada para se unir e se mobilizar em torno da aprovação do projeto, neste ano ou no próximo, em uma luta permanente para que os direitos dos servidores sejam respeitados e os acordos fechados com gestões anteriores do governo do Estado, cumpridas.

O SIFUSPESP permanecerá alerta e em contato direto com os parlamentares, a equipe de transição do governo do Estado e outros importantes articuladores políticos para garantir que o bônus seja finalmente concedido aos trabalhadores penitenciários.

O sindicato somos todos nós, unidos e organizados!