compartilhe>

Presidente do sindicato, Fábio Jabá deve agendar reunião com deputado estadual do PSDB a fim de levar demandas da categoria para a Alesp e governador eleito, João Dória

 

O presidente do SIFUSPESP, Fábio César Ferreira, o Fábio Jabá, se reuniu nesta segunda-feira, 05/11 com Carla Vasconcelos de Almeida Rios, assessora parlamentar do deputado estadual Coronel Telhada(PSDB), para tratar de temas de interesse dos trabalhadores penitenciários na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo(Alesp).

No encontro, Jabá mencionou problemas que vêm sendo enfrentados pela categoria nos últimos anos, e teve boa receptividade por parte da assessora, que abriu as portas do gabinete para que o sindicato possa encaminhar um ofício com essas informações detalhadas, com o objetivo de que seja marcada uma reunião formal com Telhada.

Além de dialogar com o deputado a respeito das demandas dos trabalhadores penitenciários, o SIFUSPESP também pretende contar com a colaboração do parlamentar para conseguir uma audiência com o governador eleito João Dória(PSDB).

De acordo com Fábio Jabá, a categoria realmente está assustada com a intenção manifesta de Dória em privatizar o sistema prisional paulista.

Por esse motivo, o sindicato  pretende se manifestar junto ao deputado e ao governador para explicar como funciona o trabalho qualificado de todos os servidores penitenciários, desde os agentes que atuam na segurança e escolta dos presos, até os integrantes das áreas meio que exercem atividades fundamentais ao bom funcionamento do sistema.

Outras das pautas apresentadas pelo SIFUSPESP à assessoria de Coronel Telhada se referem à elaboração de uma Lei Orgânica para regulamentação das atividades da categoria.

A criação desse dispositivo é necessária, por exemplo, para que profissionais das áreas meio, entre eles psicólogos e assistentes sociais, além dos oficiais operacionais e administrativos, possam ser valorizados em termos de melhorias salariais e de condições de trabalho, o que pode fortalecer ainda mais a categoria como um todo.

No diálogo com a assessora, Jabá também propôs a abertura de um debate sobre a necessidade de reinventar os cursos de formação profissional dos agentes, que o sindicato considera insuficientes, pouco eficientes e desatualizados para atender à mudança de cenário pela qual a segurança tem passado nos últimos anos.

Todos esses pontos serão apresentados em uma reunião futura com o deputado, de quem o SIFUSPESP aguarda a colaboração imediata para articular o encontro com Dória.

“Nós queremos uma reunião com o governador antes de ele tomar posse para saber se ele realmente quer um diálogo com a categoria, para que ele possa conhecer com afinco o nosso trabalho. Nada melhor que o próprio sindicato ser propositivo e tentar abrir esses canais de comunicação com o poder público”, ressaltou Fábio Jabá.