compartilhe>

Apreensões do último fim de semana, 16 e 17 de junho, em todo o Estado de São Paulo. Conforme informou a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Os presos que receberiam os ilícitos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar cumplicidade.

Capital

 

Na capital do Estado, no último final de semana, agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Independência flagraram visitantes tentando entrar com ilícitos na unidade.

Nos dois casos, as visitantes passavam pela revista feita pelo scanner corporal quando o aparelho detectou anormalidades. As mulheres usaram suas roupas íntimas para esconder substâncias semelhantes a maconha, uma delas na costura de seu top e a outra em sua calcinha. As mesmas foram questionadas pelos agentes, que apreenderam as drogas.

 

Já na Penitenciária “ASP Joaquim Fonseca Lopes”, de Parelheiros, no domingo 17/06, uma mulher escondeu substância esverdeada, aparentando ser maconha, junto a um pacote de fumo, que seria entregue ao seu companheiro. O material ilícito foi encontrado pelos agentes durante revista de Raio-X realizada nos pacotes levados pela mulher.

 

Franco da Rocha

 

No último domingo, 17/06, uma visitante foi pega tentando entrar na Penitenciária “Mário de Moura Albuquerque”, de Franco da Rocha, com invólucro contendo material análogo a maconha inserido em sua parte íntima.

Ao passar pela revista de scanner corporal, os agentes visualizaram na imagem um corpo estranho na região íntima da visitante. Ao ser questionada, a mesma afirmou ter introduzido o invólucro da droga em troca de receber R$2 mil. Dentro da unidade prisional, o ilícito seria entregue. Quando encaminhada a local apropriado, a visitante retirou o pacote de seu corpo e nele continham substâncias semelhantes a maconha, cocaína e quatro comprimidos de coloração azul.

A visitante foi encaminhada para o Distrito Policial da região para registro do Boletim de Ocorrência, onde foram apreendidas as substâncias ilícitas para a apuração.

Guarulhos

  

No último sábado, 16/06, ilícitos característicos a maconha, cocaína e LSD foram pegos com visitantes de duas unidades prisionais de Guarulhos, a Penitenciária “Adriano Marrey” e o Centro de Detenção Provisória (CDP) Guarulhos II.

Ao passar um pote de carne no aparelho de revista Raio-X, os agentes detectaram a presença de invólucros em meio a comida. Ao checar o recipiente plástico foram constatadas substâncias de aspecto semelhante a maconha e cocaína, além de papel de seda.

Uma das mulheres foi pega com 50 micropontos de ilícito, possivelmente LSD, e com material esverdeado com características da maconha, ao passar pelo procedimento de revista mecânica, o scanner corporal. Os agentes verificaram nas imagens do aparelho uma anormalidade na região da barra de sua calça, e ao ser revistada manualmente as drogas foram encontrados.

As visitantes foram conduzidas ao 4° Distrito Policial de Guarulhos, onde foram autuadas em flagrante e foram registrados Boletins de Ocorrência.

 

Santo André

No último sábado, 16/06, os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP), de Santo André, pegaram uma visitante tentando entrar na unidade com material ilícito. Durante procedimento de revista feito pelo scanner corporal na mulher, o aparelho constatou volume anormal da região abdominal de seu corpo. Em local apropriado para revista manual, os agentes encontraram pacotes com substância ilegal, possivelmente maconha, escondida no cós de sua calça.

São Bernardo do Campo

  

No último sábado, 16/06, os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP), de São Bernardo do Campo, surpreenderam visitantes que tentavam entrar material ilegal, característico a maconha, e mini celulares na unidade. Em ambos os casos, os objetos foram encontrados pela revista padrão de scanner corporal.

Ao ser acusada anormalidade, uma mulher afirmou ter inserido um invólucro com os aparelhos de mini celular em sua parte íntima. No outro caso, as imagens do aparelho indicaram alteração na região pélvica da visitante que, ao ser questionada, justificou que teria engolido acidentalmente um “piercing” que tinha na língua. Sob suspeita,

os agentes realizaram revista manual na mulher e constataram um pacote com a droga esverdeada costurado no cós de sua calça.

 

Diadema

 

No sábado, 16/06, os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP), de Diadema, impediram a entrada de materiais ilegais parecidos a maconha e cocaína na unidade, que estava sendo levada por uma visitante de detento.

Através do scanner corporal, os agentes verificaram a presença de um objeto de forma cilíndrica na altura da cintura da mulher. Ao ser questionada sobre o que foi verificado pelo aparelho, a mesma afirmou estar com um invólucro contendo ilícitos em sua genitália.

Encaminhada a um local apropriado, a visitante retirou o pacote de sua genitália e foi constatado pelos agentes duas porções ilícito semelhante a maconha (125,7 gramas) e uma de substância proibida na coloração branca, possivelmente cocaína (77,41 gramas).

 

Mogi das Cruzes

  

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mogi das Cruzes, no último domingo 17/06, uma mulher foi surpreendida por agentes ao passar pelo aparelho de escaneamento corporal com 90 gramas de maconha e 220 gramas de cocaína em um invólucro introduzido em sua genitália. A visitante pretendia entregar o material, e foi direcionada para o box de revista, onde retirou a droga de seu corpo por conta própria.

Suzano

 

Ainda no domingo, 17/06, duas mulheres foram impedidas por agentes ao tentar entrar com ilícitos no CDP de Suzano. Ambas foram barradas ao serem submetidas pela revista do body scanner, quando agentes de segurança penitenciária observaram objetos estranhos na região pélvica das suspeitas.

Uma das mulheres, carregava um invólucro na genitália com 38,7 gramas de pasta base de cocaína, 13,1 gramas de cocaína em pó e 11,7 gramas de maconha. Com a mesma estratégia, a outra mulher trazia consigo uma placa de microcelular introduzida nas partes íntimas.

 

São José dos Campos

 

Duas mulheres foram impedidas por agentes ao tentar entrar com um celular no Centro de Detenção Provisória de São José dos Campos no sábado,16/06. O objeto foi encontrado por agentes de segurança penitenciária enquanto revistavam o kit de pertences que as duas traziam para um detento.

As visitantes foram questionadas pelos servidores, ambas assumiram a culpa pelo ilícito.

 Ribeirão Preto

  

No último final de semana sábado 16/06, três casos foram registrados de visitantes com drogas tentando ingressar a Penitenciária de Ribeirão Preto. Todas elas escondiam droga na genitália.

No sábado, 16/06, uma mulher foi flagrada pelo scanner corporal portando um objeto desconhecido nas partes íntimas. A mulher foi encaminhada para uma sala reservada e retirou de forma voluntária um invólucro contendo maconha.

Já no domingo 17/06, mais duas mulheres foram barradas de entrar no presídio. O aparelho de scanner corporal registrou imagens suspeitas no corpo delas. Quando questionadas, resolveram confessar que carregavam pacotes emborrachados contendo maconha.

Porto Feliz

Uma mulher foi surpreendida ao tentar entrar no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Porto Feliz, no último sábado 16/06, com 134 gramas de maconha escondidos em sua parte íntima. O flagrante ocorreu no momento em que a suspeita passou pelo body scanner, então, agentes perceberam alteração na imagem da região genital da revistada e perguntaram-lhe do que se tratava. Ela disse que era maconha e retirou, o invólucro de 10 cm, revestido com fita de alta fusão e grafite.

Guareí


No sábado 16/06, uma mulher foi impedida por agentes de entrar na penitenciária ‘Nelson Vieira’, Guareí I, com um cigarro contendo 53 gramas de maconha. A ação foi descoberta por meio de revista manual, popularmente conhecida como jumbo. Agentes encontraram o entorpecente dentro de uma sacola com produtos de limpeza, que a suspeita pretendia entregar ao seu companheiro.

 

Assis

No sábado, 17/06, na Penitenciária de Assis, ao verificar os itens trazidos por duas mulheres, agentes encontraram bebida alcóolica adicionada a refrigerante trazido por elas.

 

Flórida Paulista

 

Na Penitenciária “AEVP Cristiano de Oliveira” de Flórida Paulista, no sábado, 16/06, houve duas apreensões com visitantes tentando entrar com celulares. Ambas companheiras de presos da unidade, estavam com um celular cada e o flagrante se deu por meio do scanner corporal da unidade.

Ambas foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia local.

 

Irapuru

 

No sábado, 16/06, antes de passar pelo scanner corporal da Penitenciária de Irapuru, uma mulher foi surpreendida tentando ludibriar a segurança jogando no chão um pacote, que foi imediatamente apreendido pelas funcionárias aberto, ele continha duas placas de aparelhos celulares.

No dia seguinte, 17/06, outra visitante, companheira de outro sentenciado, foi flagrada por meio do scanner corporal tentando entrar com um micro aparelho celular.

 

Junqueirópolis

No domingo, 17/06, duas visitantes foram flagradas por agentes tentando entrar com ilícitos da na Penitenciária de Junqueirópolis. Nos dois casos, elas foram descobertas após passar pelo scanner corporal da unidade. Sendo em seguida levadas até o plantão policial para uma averiguação mais detalhada por meio de um raio-x no hospital, que constatou a ilicitude. Uma levava um extrato bancário enrolado e mais duas folhas de papel impressas e outra, aparelho micro celular.

 

Lavínia


Na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti" de Lavínia, no domingo 17/06 duas visitantes, uma companheira, outra esposa de sentenciados da unidade, foram flagradas tentando entrar com maconha no sutiã. Ambas foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia de Lavínia.

Já na Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes" de Lavínia, no sábado, 16/06, uma visitante foi flagrada, tentando entrar micro aparelho de telefonia móvel celular escondido nos genitais.

Martinópolis

No domingo, 17/06, na Penitenciária "Tacyan Menezes de Lucena" de Martinópolis , uma mulher tentou ingressar portando um invólucro, introduzido na genitália, contendo um micro aparelho de telefonia celular.

 

Presidente Bernardes

   

No sábado, 16/06, três visitantes do sexo feminino foram impedidas por agentes tentando entrar com objetos proibidos (aparelhos de telefonia celular e placa) na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes.

Durante procedimento de revista por meio do scanner corporal. Em todos os casos, os objetos estavam introduzidos nas genitálias das visitantes e elas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia local, onde foram lavrados respectivos Boletins de Ocorrência.

 

Pacaembu


Na Penitenciária "Ozias Lúcio dos Santos" de Pacaembu,no último domingo 17/06 ao passar pelos procedimentos de revista no aparelho body scanner uma mulher, foi surpreendida tentando entrar na unidade com um invólucro na genitália, contendo duas porções de massa epóxi.

 

Riolândia


Na Penitenciária "João Batista de Santana" de Riolândia, no domingo, 17/06, uma mulher estava sendo submetida aos procedimentos rotineiros de revista por meio do scanner corporal, quando este indicou a presença de um volume na calcinha, sendo constatado que se tratava de maconha.

 

Fonte: SAP

http://www.sap.sp.gov.br/