compartilhe>

Mais um funcionário agredido em uma unidade prisional no Estado de São Paulo. Servidores exigem ação mais enérgica a respeito.

 

Um agente penitenciário sofreu agressão na Penitenciária de Martinópolis neste domingo, 27/01. O fato ocorreu no início da tarde, no momento da contagem, causando indignação no corpo funcional e pedidos de medidas mais rígidas diante do ocorrido.

 

Segundo informações, um clima de tensão instaurou-se entre os servidores desde a última sexta-feira, 25, devido rumores da possibilidade de tentativa de fuga em um determinado raio da unidade prisional. A atenção dos agentes perante a dúvida intensificou-se, mas devido à ação de inteligência funcional, nada ocorreu.

 

Entretanto, no começo da tarde domingo, no momento da contagem do raio em questão, presos puxaram um funcionário pela camiseta o segurando contra o guichê. Os presos tentaram agarrar o servidor pelo pescoço e houve uma luta corporal. O agente conseguiu livrar-se, porém saindo com escoriações, hematomas e um pouco abalado.

 

O agente penitenciário foi encaminhado para Santa Casa de Misericórdia Padre João Schneider para realizar o exame de corpo de delito. Medidas como boletim de ocorrência, além de demais procedimentos administrativos também estão sendo encaminhadas.

 

O corpo funcional da penitenciária encontra-se perplexo. Também existe o sentimento de preocupação e revolta, já que agressões a servidores penais dentro das unidades têm sido frequentes. O pedido que se esperava cumprido é o fechamento do raio, ou mesmo da cadeia, junto com a presença do GIR.