compartilhe>

 

Após diálogo do SIFUSPESP e grande unidade da categoria, fonte do Centro de Seleção afirmou que a medida foi adotada para permitir que servidores que não puderam comparecer nesta terça venham a São Paulo no próximo mês.

Depois de momentos de grande tensão, podemos afirmar que quem está na capital já inicia hoje curso da EAP

 

Sem medir a confusão que poderia ser causada pela medida, a Secretaria de Administração Penitenciária(SAP) decidiu prorrogar hoje por mais 30 dias a posse dos 600 agentes de segurança penitenciária(ASPs) e agentes de escolta e vigilância penitenciária(AEVPs) que tomariam posse nesta terça-feira, 15/01. A decisão foi publicada no Diário Oficial. Apesar disso, quem veio a São Paulo pode assumir normalmente.

 

Ainda na madrugada desta terça, quando chegavam à frente da SAP, os futuros ASPs e AEVPs, muitos dos quais se deslocaram de muito longe para São Paulo, deixando lá suas famílias e pedindo dispensa de seus trabalhos atuais, ficaram tensos com a possibilidade de não tomarem posse devido à publicação oficial.

 

Imediatamente o presidente do SIFUSPESP, Fábio Jabá, pessoalmente buscou contato com integrantes do Centro de Seleção para tentar esclarecer o que estava acontecendo. A situação representou naquele instante um momento de tensão, tendo em vista a não prorrogação de concursos de outros certames em dias anteriores pela nova gestão. Após este momento e tendo o presidente Fábio Jabá dialogado com a SAP, de acordo com uma fonte oficial, os ASPs que haviam sido nomeados em 19 de outubro do ano passado tomam posse hoje normalmente, e apesar da situação hostil já iniciam o curso na Escola de Administração Penitenciária(EAP).

 

De acordo com informações do Centro de Seleção, a prorrogação por mais 30 dias no prazo para posse visa tão somente a permitir que os ASPs que não puderam comparecer nesta terça-feira possam tomar posse normalmente em fevereiro.

 

Com a estrutura montada para recepcionar os novos ASPs e AEVPs em sua sede central nesta terça, em São Paulo - o que inclui café da manhã, apresentação do trabalho e dos benefícios do sindicato, além do diálogo com diretores de base - o SIFUSPESP permanece 24 horas alerta para qualquer ação por parte do Estado que possa colocar em dúvida o futuro do sistema prisional. Os direitos dos servidores deve vir sempre em primeiro lugar.

 

O sindicato somos todos nós, unidos e organizados. Filie-se!