compartilhe>

Evento teve gincanas e foi importante para confraternização organização entre membros das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes do Vale do Paraíba e Litoral

 

Integrantes do SIFUSPESP participaram neste domingo, 16/12, do 3º Encontro de Cipeiros Coordenadoria de Unidades Prisionais do Vale do Paraíba e Litoral. A sede regional do sindicato no Vale foi representada por sua coordenadora, Sonia Ponciano, e pelas diretoras de base do sindicato, as agentes de segurança penitenciária(ASPs) Monica Daiane Silva Gomes e Cristina Duarte.

O evento de confraternização contou com a participação das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes(CIPAs) dos Centros de Detenção Provisória(CDP) de Taubaté, São Vicente, de Caraguatatuba e de Suzano, das Penitenciárias Masculina e Feminina de Tremembé, de Potim II e de São Vicente, além de servidores do Centro de Progressão Penitenciária(CPP) de Mongaguá.

Também integraram o evento membros da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região do Vale do Paraíba e Litoral(Corevali) e a diretora do Centro Regional de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor(CQVIDASS) da Região do Vale do Paraíba e Litoral, Patrícia Juliana de Santana Damaceno.

 

A coordenadora da sede regional do SIFUSPESP no Vale do Paraíba, Sonia Ponciano, aproveitou a oportunidade para  dizer que a nova gestão do SIFUSPESP está aberta a firmar novas parcerias, inclusive com as CIPAS, com o objetivo de trabalhar pela melhoria da qualidade de vida dos funcionários.

 

A primeira parte do evento teve um café da manhã, com apresentação dos cipeiros e uma gincana com karaokê, onde representantes das 11 unidades presentes entoaram canções e pontuaram mediante uma avaliação do júri, formado por membros da Corevali. O evento ainda contou com almoço, complementado por gincanas esportivas, lúdicas e de mímica na parte da tarde.

 

Os três primeiros colocados receberam troféus, que foram entregues pela diretora de base Monica Gomes, do SIFUSPESP. O sindicato também ofereceu brindes diversos aos participantes, incluindo camisetas, canetas e blocos de anotação, em um gesto de aproximação com os cipeiros, que no cotidiano das unidades prisionais oferecem o respaldo necessário à atuação segura de todos os trabalhadores penitenciários.

“Essas confraternizações são importantes porque além de atuarmos ao longo do ano na luta por oferecer o bem estar da saúde física e psíquica dos servidores, dentro do âmbito da prevenção de acidentes de trabalho, também dialogamos em um espaço mais lúdico, de entretenimento, onde podemos nos conhecer melhor para posterior organização das ações que visam a beneficiar a todos”, ressaltou Sonia Ponciano.