compartilhe>

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões realizadas no último final de semana, 1° e 2 de dezembro, em presídios do estado de São Paulo. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas.Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

 

Capital

No domingo dia 2, no Centro de Detenção Provisória (CDP) "ASP Vicente Luzan da Silva", de Pinheiros I, os agentes de segurança penitenciária de plantão apreenderam entorpecentes com quatro visitantes da unidade. Em todas as situações as mulheres levavam ilícitos característicos à maconha escondidos no cós da calça e em uma outra situação foi encontrado entorpecente também no top da visitante.

   

Guarulhos

Na Penitenciária II "Adriano Marrey", de Guarulhos, a mãe de um preso foi flagrada tentando entrar na unidade com uma substância esverdeada, característica à maconha, escondida na barra de sua calça. O material foi identificado com a mulher após a mesma ter passado por revista no aparelho scanner corporal.

 

Mauá

Durante o final de semana 1 e 2 , no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mauá, três visitantes estavam portando ilícitos que seriam levados para dentro da unidade. Em duas apreensões registradas no sábado 1, as mulheres estavam com aparelho celular e com entorpecente característico à maconha escondidos em seus corpos. A visitante que levava o entorpecente, em um primeiro momento, negou estar portanto qualquer material ilícito, mesmo após o scanner corporal ter registrado a anormalidade. Após conversa com o responsável do setor a mesma confirmou levar o entorpecente e o entregou aos agentes de segurança.

No domingo 2, foi realizada a apreensão de outro invólucro contendo substância ilícita característica à maconha. O material também estava escondido no corpo da mulher e foi descoberto após a mesma ter passado por revista no scanner corporal.

   

Osasco

No Centro de Detenção Provisória I (CDP) "Ederson Vieira de Jesus", de Osasco, foi apreendido um invólucro contendo entorpecentes característicos à maconha e à cocaína com uma visitante. A situação aconteceu no último domingo 2 quando uma visitante da unidade foi revistada pelo scanner corporal e o aparelho acusou irregularidade na região pélvica de seu corpo. O pacote estava escondido em suas partes íntimas e foi entregue aos agentes de segurança de plantão para ser analisado e encaminhado às autoridades policiais.

   

Franco da Rocha

Nas Penitenciária II "Nilton Silva" e III "José Aparecido Ribeiro", de Franco da Rocha, os agentes de segurança penitenciária de plantão flagraram visitantes tentando levar ilícitos para dentro das unidades. Na PII, ao passar por revista no scanner corporal o aparelho indicou haver anormalidade na região pélvica da visitante. A mulher foi encaminhada ao Hospital de Caieiras para retirar o invólucro de seu corpo e dentro continha substâncias características à maconha, à cocaína e ao LSD.

   

Na PIII de Franco da Rocha, a visitante estava com um pacote contendo 7 gramas de substância análoga à maconha escondido na costura de sua roupa íntima (top). O entorpecente apreendido foi encontrado durante revista manual e a mesma o entregou aos responsáveis.

 

Itapecerica da Serra

O pai de um preso do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itapecerica da Serra, ao passar por revista para visitar seu filho no último domingo 2, foi surpreendido com ilícitos característicos à maconha escondidos em sua roupa íntima. O material foi visto pelos agentes de segurança pelas imagens do aparelho scanner corporal. Ao ser questionado o visitante afirmou estar com as irregularidades, duas porções pesando aproximadamente 5 gramas.

 

 

Leia a matéria:

http://www.sap.sp.gov.br/noticias/pauta-04-12-18.html#top