compartilhe>

 

Telefones da MS Concursos, que organiza certame para áreas meio da SAP, não atendem enquanto profissionais terão de atravessar o Estado se quiserem fazer o teste, que acontece nos próximos sábado e domingo

 

O SIFUSPESP vem recebendo uma série de reclamações de candidatos inscritos no concurso público da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP) que visa a contratação de funcionários de nível médio e superior para as áreas meio da pasta.

Profissionais que buscam uma colocação como oficiais administrativos, operacionais, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais tiveram alterado seu local de prova por um possível erro da MS Concursos, que organiza o certame.

Entre os exemplos estão pessoas que se candidataram para fazer a prova objetiva em Presidente Prudente, no oeste do Estado, mas cujo teste foi direcionado para Taubaté, São Paulo e Campinas. As provas acontecem nos próximos sábado e domingo, 24 e 25/03.

Ocorre que, além de terem verificado esse equívoco na sua inscrição, os candidatos sequer conseguem entrar em contato com a MS Concursos. Apesar de disponibilizar e-mail e telefones para dúvidas, a empresa não atende a nenhum dos canais, como pôde verificar a assessoria de imprensa do SIFUSPESP, que ligou diversas vezes para os números divulgados no site da empresa e no edital do concurso e não obteve resposta.

Em resposta a nossos jornalistas, o Departamento de Recursos Humanos(DRHU) da SAP informou que os casos de erros de locais de prova são “frequentes” e que geralmente acontecem em decorrência dos equívocos dos candidatos. Informou também que se o local da prova foi designado apesar da discordância, é para lá que o candidato deve se dirigir, independente de seu local de moradia.

O DRHU também informou que para falar com a MS Concursos é preciso “insistir muito” nos telefones ou por e-mail, e que não há mais prazo para recurso dos candidatos que se sentiram prejudicados por já terem pago a taxa de inscrição.

O SIFUSPESP acredita que a falta de transparência por parte da empresa organizadora do concurso tem causado enormes transtornos para os profissionais que buscam fazer parte dos quadros da SAP e por isso vai tomar providências para evitar que eles aumentem.

Nesse sentido, o sindicato vai encaminhar um ofício à SAP exigindo que a empresa MS Concursos abra um canal de diálogo com os candidatos que seja transparente e funcione de fato, além de tentar buscar soluções pontuais para que as pessoas façam a prova.

Por outro lado, o SIFUSPESP pretende comunicar o Ministério Público Estadual para que averigue o porquê de a empresa não responder às dúvidas e queixas das pessoas que fizeram a inscrição no concurso. Também será consultado nosso departamento jurídico para possíveis medidas que se possa tomar. 

Se você está nessa situação e também se sente prejudicado, denuncie! Procure o SIFUSPESP!

Entre em contato pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.