compartilhe>

Campinas

No domingo (12/08), uma adolescente foi surpreendida, durante o procedimento de revista ao tentar entrar com 13 gramas de maconha, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas.

A suspeita pretendia visitar o companheiro, mas foi impedida quando agentes perceberam, por meio do scanner corporal, alterações no top que ela usava. A jovem foi conduzida ao plantão policial, onde foi acionado o Conselho Tutelar, por esta ser menor de idade.

Casa Branca

Domingo (12/08), a irmã de um sentenciado foi barrada, durante o procedimento de revista, na Penitenciária ‘Joaquim de Sylos Cintra’, em Casa Branca, com aproximadamente 92 gramas de maconha escondidos na parte íntima.

No momento em que a suspeita passou pelo scanner corporal, agentes perceberam alteração na imagem da região pélvica e ao questioná-la sobre o que se tratava, ela imediatamente confessou que havia colocado o invólucro em seu corpo com o objetivo de entregar ao seu irmão. Ela foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça.

Guareí

No sábado (11/08) uma mulher foi barrada na Penitenciária ‘Nelson Vieira’, de Guareí, durante o procedimento de revista, com 20 comprimidos de ecstasy e 78 gramas de maconha escondidos na região pélvica. Os agentes perceberam alteração na imagem feita pelo scanner corporal, mas a suspeita negou ao ser questionada, havendo a necessidade de um novo procedimento de revista. A mulher tentou se livrar do material, mas foi surpreendida e impedida de visitar o companheiro. Ela foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça.

Na Penitenciária Compacta II de Guareí, a companheira de um sentenciado foi detida, no domingo (12/08). Agentes encontraram em um par de meias que a suspeita usava nas mãos, um invólucro contendo maconha e cocaína. A mulher foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: SAP

http://www.sap.sp.gov.br

Araraquara

Agentes de segurança da Penitenciária “Dr. Sebastião Martins Silveira” de Araraquara, frustraram a entrada de uma mulher com celular escondido nos pertences. O aparelho, que seria destinado ao preso, estava dentro de uma sacola e foi descoberto no momento da revista de raio-X.

 

Fonte: SAP

http://www.sap.sp.g