compartilhe>

Parceria visa reduzir número de animais abrigados no CCZ e auxiliar na ressocialização dos presos

Prefeitura de Taubaté, Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) e Vara de Execuções Criminais assinam convênio que que prevê a instalação de abrigos de cães e gatos em unidades prisionais, nesta terça-feira, 08/05. Segundo nota emitida pela prefeitura “o objetivo do convênio é reduzir a demanda de animais abrigados no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Taubaté e além de ser uma oportunidade de ressocialização para os detentos.

A ideia é que inicialmente seja instalado um gatil no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Taubaté e um canil na P-1 (Penitenciária Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra), em Tremembé.

Caberá à prefeitura a terraplenagem nos espaços das unidades prisionais, além da cessão de material para a construção das estruturas. A mão de obra deve ser dos próprios detentos.



Fonte: Gazeta Taubaté

https://gazetadetaubate.com.br/convenio-preve-abrigos-para-caes-e-gatos-em-unidades-prisionais/

Conforme noticiou o site da revista Exame, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou, nesta segunda-feira, 7, que irá se reunir com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para discutir propostas em torno da situação penitenciária brasileira. Segundo o ministro, seus projetos para a segurança pública do país estariam baseados em “diálogo aberto” com iniciativa privada, igrejas e universidades.

Em entrevista com jornalistas após sair de audiência com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministra Cármen Lúcia, com quem tratou de metas em torno do assunto, Jungmann afirmou que a reunião oficial entre os órgãos irá ocorrer depois da finalização do Censo Penitenciário, que acontecerá entre o final de maio e início de junho. Para Jungmann o sistema penitenciário é “uma questão intersetorial, que deve envolver Judiciário, Executivo e Ministério Público”.

No artigo em questão, o ministro da Segurança Pública trata o problema insustentável do déficit de vagas no sistema penitenciário como um “desafio burocrático” a ser enfrentado. O SIFUSPESP vê nesta manifestação um sinal claro do governo para criar uma agenda que favoreça apoio e condições para criar lobby em favor da privatização do Sistema Penitenciário, sigamos atentos, confira:

https://exame.abril.com.br/brasil/jungmann-planeja-reunioes-para-tratar-de-situacao-penitenciaria/