compartilhe>

 De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), no último final de semana (9 e 10/06), Agentes de Segurança Penitenciária (ASPs) impediram a entrada de visitantes com drogas e celulares em unidades prisionais em todo o Estado.

Conforme procedimento, visitantes flagrados tentando adentrar com objetos ilícitos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do Rol de visita. Em todos os casos, os presos que receberiam os ilícitos são isolados e responderão a Procedimento Apuratório Disciplinar. Seguem os locais e as apreensões realizadas pelos funcionários:

Capital

Mulher é flagrada tentando entrar com cocaína na Penitenciária Feminina de Sant’Ana, na capital, no último domingo, 10/06. A visitante foi surpreendida tentando entrar com aproximadamente 267 gramas de cocaína. Durante o procedimento de revista feito pelo scanner corporal, os agentes verificaram anormalidade na imagem captada. Ao ser questionada pelas diretoras da unidade a visitante admitiu ter inserido em em suas partes íntimas um invólucro contendo cocaína.

Ela foi conduzida pelos funcionários da unidade ao 20° Departamento de Polícia.

Já no Centro de Detenção Provisória “ASP Paulo Gilberto Araújo” – Belém II, em São Paulo.

a companheira de um detento foi surpreendida tentando entrar com substância análoga a maconha colocada dentro de maços de cigarro, no domingo 10/06. A visitante foi conduzida pelos funcionários da unidade ao 13° Departamento de Polícia de São Paulo, onde foi registrado Boletim de Ocorrência.

 

No Centro de Detenção Provisória de Vila Independência, em São Paulo a companheira de um preso foi surpreendida tentando entrar, portando 58 comprimidos na cor azul e um invólucro plástico contendo substância aparentando ser maconha. No último domingo, 10/06.

Durante o procedimento de revista feito por scanner corporal, os agentes verificaram anormalidade captada na barra da calça da visitante, próximo ao tornozelo. Ao ser questionada, a visitante confessou que receberia o valor de R$1.000,00 (mil reais) para entregar as substâncias a um detento.

Ela foi conduzida ao 56° Distrito Policial pelos funcionários da unidade, juntamente com as apreensões, onde foi registrado Boletim de Ocorrência. Em sede policial, as substâncias foram encaminhadas a perícia.

São Bernardo do Campo

Uma mulher foi surpreendida ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória “Dr. Calixto Antônio”, de São Bernardo do Campo com um pequeno invólucro contendo um alto-falante e um microfone de telefone móvel, no último domingo 10/06. Ao passar por revista mecânica, que antecede o procedimento no aparelho “body scanner”, o portal acionou positivamente na região dos tornozelos da visitante. Verificado o local foram encontrados os eletrônicos costurados na barra da calça.

Os objetos foram apreendidos e a mulher foi encaminhada para o 3° Distrito Policial deste Município, onde foram tomadas as providências cabíveis ao caso. Também está sendo instaurado um procedimento disciplinar diante à conduta do detento a quem o material seria entregue.

Diadema

   

No último sábado, 09/06, duas visitantes foram pegas tentando entrar no Centro de Detenção Provisória de Diadema com um micro aparelho de celular e invólucros contendo maconha, cocaína e um comprimido azul.

Os objetos e conteúdos ilícitos foram retidos pelos agentes após realização do procedimento de revista pessoal em scanner corporal. Ambas visitantes, que não estavam juntas, levavam o micro aparelho ou os entorpecentes em invólucros escondidos na região genital.

Guarulhos

 

Nos dias 9 e 10/06, visitantes foram pegas tentando entrar com invólucros de substâncias entorpecentes no Centro de Detenção Provisória “ASP Giovani Martins Rodrigues” de Guarulhos I. Nos invólucros, os agentes detectaram substâncias que aparentavam ser maconha, cocaína e comprimidos de cor rosa.

Durante o procedimento de revista feito pelo scanner corporal foram detectadas anormalidades nas partes íntimas das visitantes. Uma das mulheres foi pega com dois invólucros de maconha e a outra estava com invólucros de maconha, cocaína e de 20 comprimidos de cor rosa.

As visitantes foram conduzidas pelos funcionários da unidade ao 4° Departamento de Polícia, onde foram realizados Auto de Apreensão e demais procedimentos necessários. Deve-se observar que visitas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do rol de visita.

Nos dois casos, os materiais foram apreendidos pelos agentes presentes e as mulheres foram conduzidas, pelos funcionários da unidade, ao 1° Distrito Policial de Diadema, onde foram realizados os procedimentos padrão. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos detentos que receberiam os entorpecentes e o micro celular.

Suzano

 

Uma mulher foi barrada com 65,3 gramas de entorpecentes no Centro de Detenção Provisória de Suzano no domingo, dia 10/06. O material foi detectado quando ela foi submetida à revista mecânica, pelo aparelho de escaneamento corporal. Um invólucro com 12,7 gramas de maconha e 52,6 gramas de cocaína foi encontrado na parte íntima da visitante, que entregaria a droga a seu companheiro, detento na unidade.

A mulher foi encaminhada para a Delegacia de Polícia, além de ter seu nome suspenso do rol de visitas da SAP. A direção do CDP de Suzano registrou Boletim de Ocorrência e enviou comunicado para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurar Procedimento Disciplinar Apuratório.

Campinas

No último sábado 9/06, uma mulher foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas, com 103 gramas de maconha escondidos nas partes intimas. O flagrante ocorreu durante o procedimento de revista, quando imagens feitas pelo body scanner mostraram que havia alteração na região genital da suspeita, que após ser questionada pelos agentes, retirou o invólucro de seu corpo. A unidade prisional acionou a polícia e a visitante foi conduzida à delegacia, onde permanece à disposição da Justiça.

Piracicaba

No último domingo 10/06, a companheira de um detento foi flagrada ao tentar na Penitenciária Masculina de Piracicaba, com 42 gramas de cocaína, escondidos na sua região intima.

Agentes perceberam alterações nas imagens feitas pelo body scanner e perguntaram à suspeita, do que se tratava. Esta admitiu ser cocaína e disse que recebeu a droga de outra visitante, mas não delatou o nome.

Para que fosse retirado o invólucro, a mulher teve que ser conduzida a uma unidade de saúde. Em seguida, ela foi encaminhada ao plantão policial onde permanece à disposição da Justiça e o preso que receberia a visita foi isolado, preventivamente, para procedimento disciplinar.

São Vicente

 

Na Penitenciária II de São Vicente, no último domingo, dia 10/06, o aparelho de escaneamento corporal detectou um invólucro com 10 gramas de maconha e 83 gramas de cocaína na região íntima de uma mulher que entregaria a droga a seu companheiro, sentenciado da unidade prisional.

A visitante foi encaminhada para a Delegacia de Polícia, além de ter seu nome suspenso do rol de visitas da SAP. A direção da penitenciária registrou Boletim de Ocorrência e enviou comunicado para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurar Procedimento Disciplinar Apuratório.

Taubaté

 

No Centro de Detenção Provisória "Dr. Félix Nobre de Campos" de Taubaté agentes penitenciário barraram a entrada de duas mulheres com 65 gramas de maconha no sábado 09/06.

Os agentes encontraram 20 gramas de maconha escondidos em uma embalagem de tabaco comum enquanto revistavam o material trazido pela visitante. A mulher pretendia entregar a droga a seu companheiro, recluso na unidade prisional.

Pouco mais tarde, o aparelho de escaneamento corporal detectou um objeto suspeito na região íntima de uma outra mulher. Indagada pelos servidores, a visitante negou carregar ilícitos e, então, foi acionada a Polícia Militar. Questionada pelos policiais, a mulher admitiu que trazia 45 gramas de maconha dentro de uma meia que levava na calcinha.

Capela do Alto

 

No sábado 09/06, uma mulher foi detida na Penitenciária de Capela do Alto, ao passar pelo procedimento de revista, com 80 gramas de cocaína, escondidos na parte íntima. De acordo com informações da unidade, a visitante pretendia visitar o companheiro, mas imagens feitas pelo scanner corporal mostraram alteração na região genital da mulher, que ao ser questionada pelas agentes, admitiu se tratar de entorpecente.

Logo em seguida ela foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça e o preso que receberia a visita foi isolado, preventivamente, para procedimento disciplinar.

Porto Feliz

No sábado 09/06, uma mulher foi detida ao tentar entrar no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Porto Feliz, com cerca de 100 gramas de maconha escondidos em sua parte íntima. A visitante pretendia visitar o companheiro, mas foi surpreendida por agentes penitenciários, durante o procedimento de visita, quando passou pelo scanner corporal. A unidade prisional acionou a polícia e a suspeita foi conduzida até a delegacia do município, onde permanece à disposição da Justiça.

Marília

 

No último sábado, 09/06, uma mulher foi impedida de entrar na Penitenciária de Marília por portar ilícitos. O flagrante ocorreu no momento em que ela passava pelo scanner corporal, que detectou objeto desconhecido em sua região genital. Quando questionada pelas agentes de segurança, a visitante acabou confessando que escondia na vagina um invólucro contendo cocaína.

Avaré

 

No domingo, 10/06, uma mulher tentou entrar na Penitenciária I de Avaré com droga escondida no cós do top. Ela também foi flagrada pelo scanner, que apontou objeto desconhecido. Quando questionada, a mulher confessou que possuía maconha nas vestes.

Pirajuí

 

Uma mulher tentou entrar na Penitenciária II de Pirajuí com um celular escondido em sua parte íntima. O caso ocorreu no domingo, 10/06, quando a visitante passava pelo aparelho de body scanner, que identificou um invólucro emborrachado em sua região íntima. Ela foi levada à uma sala separada e retirou voluntariamente o celular da sua parte íntima.

Andradina

Na Penitenciária de Andradina, um homem foi flagrado ao ser submetido pela revista por meio de scanner corporal, no domingo 10/06. Foi observado na imagem gerada pelo aparelho um objeto estranho na altura do seu órgão genital. Ao ser indagado, ele acabou confessando que havia trazido dois volumes contendo maconha para seu irmão, sentenciado que cumpre pena na unidade.

Assis

No domingo, 10/06, agentes encontraram na sacola de alimentos trazida por companheira de preso da Penitenciária de Assis, cartela de medicamentos de uso pessoal, acondicionada em saco plástico, camuflada entre dois tabletes de chocolate, com o claro propósito de ocultar o referido material.

Lavínia

  

Na Penitenciária II "Luis Aparecido Fernandes", ocorreram duas apreensões, sendo uma no sábado, 9/06, e outra no domingo, 10/06. No sábado, durante o procedimento de revista de imagem no scanner corporal em uma visitante, o equipamento sinalizou positivamente a presença de material metálico em seu corpo. Foi solicitado que a mesma repetisse o procedimento e o aparelho continuou a sinalizar positivamente para a presença de metal. Indagada, a visitante retirou voluntariamente de seu órgão genital um "invólucro" contendo um micro aparelho de telefonia móvel celular.

No domingo, outra visitante, companheira de outro preso da unidade, também foi flagrada da mesma forma tentando entrar com um micro aparelho celular.

Na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães", também foram realizadas duas apreensões, ambas no sábado. Uma mulher, companheira de sentenciado foi surpreendida tentando ingressar com uma porção de papel de seda, duas porções de maconha e quatro porções de cocaína, escondidos no cós da calça. A apreensão ocorreu por meio do equipamento de scanner corporal, que apresentou imagem suspeita no momento da revista. A visitante foi questionada sobre o fato e espontaneamente acabou confessando que trazia os objetos ilícitos.

No mesmo dia, outra companheira de outro sentenciado foi surpreendida tentando ingressar com um mini aparelho telefônico celular. A apreensão ocorreu depois que a visitante passou pelo equipamento de inspeção de scanner que flagrou a irregularidade. Negando possuir ilicitude, a visitante foi encaminhada ao Hospital Estadual de Mirandópolis onde após submeter a exame de raios-x e não tendo mais como negar a irregularidade acabou retirando o aparelho telefônico.

Martinópolis

 

Na Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena" de Martinópolis, no domingo, 10/06, a companheira de um sentenciado tentou ingressar na unidade portando um invólucro, introduzido em sua genitália, contendo uma placa de micro aparelho de telefonia celular. O flagrante se deu por meio do scanner corporal da unidade.

Pacaembu

   

Na Penitenciária “Ozias Lúcios dos Santos” de Pacaembu, foram realizadas três apreensões no fim de semana, sendo duas no sábado, 9/06, e uma no domingo, 10/06.

No sábado, companheira de preso da unidade foi surpreendida tentando entrar com um invólucro contendo cocaína, introduzido no genital.

No mesmo dia, agentes encontraram em meio aos alimentos trazidos por outra visitante, também companheira de preso da unidade, dois invólucros escondidos dentro de uma caixa de cotonetes, contendo cocaína.

Já no domingo, 10/06, outra companheira foi flagrada por meio do scanner corporal com invólucro, contendo maconha introduzido na genitália.

Paraguaçu Paulista

 

Visitante, companheira de preso da Penitenciária de Paraguaçu Paulista, foi flagrada no domingo, 10/06, com porções de maconha, pesando no total 23, 74 gramas, no cós da camiseta que vestia.

Riolândia

 

Foram realizadas duas apreensões na Penitenciária "João Batista de Santana" de Riolândia no fim de semana, sendo uma no sábado, 9/06, e uma no domingo, 10/06.

No sábado, a companheira de sentenciado, estava sendo submetida aos procedimentos rotineiros de revista através do scanner corporal quando o equipamento indicou a presença de algo estranho no sutiã da visitante, sendo constatado que se tratava de maconha.

No domingo, outra companheira de preso da unidade foi flagrada da mesma forma, com um invólucro na região do quadril da aludida visitante, sendo constatado que se de maconha que estava introduzido na genitália.