ASP é agredido por presos na Penitenciária de Pacaembu

Notícias
Tipografia

Penitenciaria Pacaembu

Um agente de segurança penitenciária(ASP) foi agredido por detentos nesta quarta-feira, 15/03, na Penitenciária de Pacaembu, no oeste do Estado de São Paulo. Os presos atiraram pedras e outros objetos contra o servidor, que sofreu ferimentos na cabeça. O ASP foi socorrido por colegas e não corre riscos.

 

Dirigentes do SIFUSPESP acompanharam o servidor ao hospital da cidade, onde ele recebeu atendimento médico, e à delegacia, onde foi registrado boletim de ocorrência sobre o caso. Também foi registrada a Notificação de Acidente de Trabalho(NAT).

A Penitenciária de Pacaembu é mais uma das muitas unidades prisionais paulistas que estão superlotadas. Segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP), o local tem capacidade para 873 presos, mas atualmente conta com uma população de 1.924 detentos, ou 109% acima do limite.

 

De acordo com levantamento feito pela SAP com base em denúncias oficiais, o sistema prisional paulista registra grande número de agressões contra agentes de segurança penitenciária. Para o SIFUSPESP, a maior parte desses casos está ligado ao déficit de funcionários nas unidades.

 

De acordo com a secretaria, aconteceram 84 agressões contra servidores em 2014. Em 2015, o número foi de 69 e em 2016, foram 24 registros de ataques de sentenciados contra os funcionários apenas nos primeiros cinco meses do ano.

 

No último sábado, 11/03, outro ASP havia sido agredido por presos no Centro de Detenção Provisória(CDP) de Caraguatatuba, mas não sofreu ferimentos. Em média, um funcionário é atacado a cada cinco dias nas unidades prisionais do Estado de São Paulo.