compartilhe>

 

O agente de segurança penitenciária(ASP) Paulo Sergio Tavares, de 33 anos, se tornou campeão brasileiro de jiu-jitsu no último fim de semana. Natural de Mirandópolis e funcionário da Penitenciária I de Lavínia, o atleta da categoria peso-pesado derrotou cinco adversários até a conquista do título, organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu.

Foi o primeiro título nacional de Paulo Sergio, que tem quatro anos como profissional e já havia conquistado 6 campeonatos internacionais, entre eles 2 sul-americanos. Para o ASP, a vitória precisa ser muito comemorada, pois o brasileiro é considerado um dos campeonatos de jiu-jitsu mais difíceis do mundo.

“Com esse título, em todo e qualquer campeonato que eu disputar a partir de agora, em tese  eu passo a ser o atleta a ser batido. E para mantê-lo eu preciso me esforçar pra repetir os bons resultados até o fim do calendário de competições”, relata o atleta, que passou por momentos difíceis nos últimos anos, devido a contusões sérias que o haviam tirado o atleta dos tatames.

Integrante da equipe Nova União / Clube Feijão / Equipe Boi / Marcus Mendes Jiu Jitsu, de Mirandópolis, Paulo Sergio agradece à dedicação e ao incentivo de seus mestres Rodrigo Antonio Feijão, Valdo Narciso e Marcus Mendes para chegar a essa conquista histórica.

O atleta aproveita a oportunidade para falar sobre a importância do esporte para as crianças. Na opinião do ASP, os pequenos podem desenvolver autoconfiança, respeito ao próximo, melhorar a relação com os colegas e aprender que nem sempre se ganha, com a derrota se transformando em uma oportunidade única de crescimento pessoal.

A nova diretoria do SIFUSPESP pretende incentivar e promover práticas esportivas entre os servidores para melhorar a saúde e a qualidade de vida dos funcionários do sistema prisional.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar